.posts recentes

. INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ...

. Concentração dos media

. Dia Mundial da Língua Por...

. Dependência dos equipamen...

. Autoprodução e autoconsum...

. Liderança

. saposdoano

. Economia da bicicleta

. Vida do Grande D. Quixote...

. Energia, o retorno

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Terça-feira, 29 de Outubro de 2019

Vida do Grande D. Quixote de la Mancha

72449717_3316322341718871_1271661927113687040_o.jp

No café do Palácio do Bolhão, onde tem sede a Academia Contemporânea do Espectáculo (ACE) e o Teatro do Bolhão, aguardava, ao balcão, o café que tinha pedido. Uma pessoa ao meu lado reparou em mim, eu mais atento reconheci também feições de um rosto que já não via há 44 anos. Exactamente o tempo a que conheço o António Capelo há 44 anos. Desde 75 cruzei-me com ele algumas vezes. No salão dos bombeiros de Vila Real quando ele andou por Trás os Montes fazendo teatro. Na Casa do Infante quando eu aí trabalhava na extensão cultural do Arquivo Histórico e onde o Capelo representou “Piolhos e Actores”. Mais alguma outras vezes até agora que vi anunciado este espectáculo : “Vida do Grande D. Quixote” de António José da Silva (o Judeu). A peça é uma reescrita do próprio António Capelo do texto do António José da Silva que viveu no século XVIII. Escreveu para teatro que ensaiava e apresentava no Teatro do Bairro alto em Lisboa. Em sete anos apresentou oito óperas da sua autoria. A sua obra está reunida em quatro volumes no título: “Theatro comico portuguez” editada por Francisco Luiz Ameno em 1744 ( a Biblioteca Nacional regista a quarta impressão em 1759). Foi também editado por Simäo Thaddeo Ferreira em 1787.

A encenação de Kuniaki Ida traz-nos à memória o teatro dessa época barroca do século XVIII com acompanhamento musical, canto e efeitos especiais. O espectáculos começa em black-out, o que me agradou logo de início. (Não gosto de estar perante um cenário e ver entrar os actores). A dupla canto músico está bem conseguida e registo especialmente um momento alto do espectáculo com o desfile da trupe de saltimbancos em que está toda a companhia em palco. E claro, a representação excelente do António Capelo. O bom nível dos que o acompanham. Aprendi imenso com a oportunidade de ver esta peça de teatro.

Ainda uma nota final sobre a obra de António José da Silva. Registo as obras publicadas por Francisco Luiz Ameno nos quatro volumes:

1º volume: Vida de D. Quixote de la Mancha ; Esopaida, ou Vida de Esopo ; Os encantos de Medéa ; Amphitryão, ou Jupiter, e Alcmena / António José da Silva.

2º volume: Labyrintho de Creta ; Guerras do alecrim, e mangerona ; Variedades de Protheo ; Precipicio de Faetonte / António José da Silva.

3º volume: Adolonimodonia ; A ninfa Siringa ; Novos encantos de amor ; Adriano em Syria. - Lisboa : na Of. Patr. de Franc. Luiz Ameno, 1760.

4º volume: Filinto ; Encantos de Circe ; Semiramis ; Encantos de Merlim. - Lisboa : na Of. Patr. Franc. Luiz Ameno, 1761.



Foto: retirada da página do facebook  de Teatro do Bolhão  in https://www.facebook.com/teatrobolhao/

publicado por antonio.regedor às 15:02
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.favorito

. Elle foi à Pharmacia

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds