.posts recentes

.  ADSE

. O SNS e a Diabetes

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sexta-feira, 28 de Junho de 2019

 ADSE

ADSE_Imagem_logo_notícias_700x32596dpi.png

 

Frequentemente se fala da ADSE, sem haver uma noção exacta do que se trata, e de quem financia este subsistema de saúde.

 

A "ADSE" é hoje  um subsistema de saúde inteiramente suportado pelos  funcionários públicos, tanto no ativo como aposentados.  É um instituto público de gestão participada, que tem dupla tutela nos ministérios das Finanças e da Saúde. Tem elementos indicados pelas tutelas e pelos beneficiários, e ainda pelos sindicatos mais representativos e associações dos reformados e aposentados da Administração Pública.

Surgiu em 1963. Em 1979 os feneficiários pasaram a descontar 0,5% do salário.  Dois anos depois o desconto aumentou para 1%. Em 2007, com o Governo de José Sócrates, a taxa de desconto sobe para 1,5% . Para os  aposentados, começam em 1% até aos  1,5%.

Durante a troika  em 2013 para os funcionários e os aposentados subiu para 2,25%, e no ano seguinte para os  3,5%, valor que está em vigor.

 

A ADSE tem com os prestadores de serviço com dois regimes.

No regime convencionado em que os beneficiários podem ir aos prestadores que têm acordos de convenção com a ADSE e pagam parte dos procedimentos. O restante é pago pela ADSE de acordo com uma tebela de preços.

No regime livre o beneficiário vai a qualquer prestador que não tenha convenção, paga a totalidade e posteriormente é reembolsado pela ADSE.

Cerca de dois terços dos beneficiários opta pelo sistema de convenção.  Os pretadores são mais de 1600.

A ADSE tem tido um saldo orçamental positivo, principalmente devido ao aumento das contribuições dos beneficiários. 

 

A ADSE pretende que os funcionários públicos com contrato individual se tornem também  beneficiários e para isso já fez proposta ao governo.  

 

Verificamos, assim, que a ADSE não recebe nada do Orçamento de Estado, não tem custos para os contribuintes, não recebe nada do Serviço Nacional de Saúde.

É financiada  integralmente pelos seus aderentes, e paga os custos de saúde dos seus sócios quer aos privados quer ao serviço nacional de saúde quando deles  necessita.

 

António Borges Regedor

publicado por antonio.regedor às 12:31
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2018

O SNS e a Diabetes

D.JPG

 

 

 

A partir de hoje , 15 de Janeiro de 2018,  O SNS (Serviço Nacional de Saúde )  passa a comparticipar  o equipamento para medição da glicemia, Freestyle Libre, sem necessidade de picar os dedos. É um equipamento que melhora substancialmente a qualidade de vida  das pessoas com diabetes, e conduz, consequentemente à diminuição das complicações imediatas e  tardias da doença.

 

Lançado em Portugal à cerca de um ano, este dipositivo tinha um custo mensal de 120€, condicionando a possibilidade de aquisição por parte de muitas pessoas com diabetes.

  

Acaba o pesadelo e  desconforto doloroso  do picar  os dedos para a medição  glicémica varias vezes ao dia, para dessa forma poderem tomar decisões importantes na gestão da doença. 

 

Todas as  pessoas com diabetes, tipo 1 e as tipo 2 em regime intensivo de administração de insulina, têm agora a possibilidade de adquirir este equipamento comparticipado em 85%. 

 

O Serviço Nacional de Saúde está mais reforçado.  Presta mais um importante serviço no sentido da melhoria da saúde dos cidadãos deste País.

 

 

António Regedor

publicado por antonio.regedor às 11:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.favorito

. Elle foi à Pharmacia

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds