.posts recentes

. Citar, ou não

. A tua citação preferida

. Manual APA 2016

.arquivos

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2017

Citar, ou não

book-158814_960_720.png

Citação da fonte. Porquê e para quê.
O conhecimento é construído avançando sempre para além do anterior. Ninguém parte do nada. Há sempre uma fonte de conhecimento anterior. Para quem faz uma pesquisa, citar a fonte que se pesquisou tem várias vantagens. Dá credibilidade e autoridade ao que se afirma. Citar um autor, dá força e estatuto a quem cita.
Por outro lado, o conhecimento científico valida-se pela apresentação aos pares. Isso implica concorda ou discordar nomeando os autores. Implica igualmente sujeita-se a receber opiniões e contributos ao que estudou e divulga.
No fundamental citar interessa principalmente a quem está a citar.A citação respeita o conhecimento já adquirido e indica o ponto ou pontos de partida. Deve ser completa para a fonte se verificável.
A citação no texto pode ser feita de mais que uma forma, de acordo com alguns exemplos dados:
As políticas culturais, tal como as conhecemos actualmente, têm origem no século XX. Bouzada Fernandéz (2007) situa a sua origem das políticas culturais no período compreendido entre os anos trinta e sessenta do século XX.
Como se verifica nesta citação, o autor faz uma citação para reforçar a sua tese.
Outro exemplo:
Para Garcia Martinez (2005), a política bibliotecária engloba a noção de política de informação, entendida.....
Aqui o investigador apresenta a perspectiva de um autor como ponto de partida para a sua reflexão.
Ou ainda:
Desta corrente, como é natural, resultam os estudos de comportamento informacional dos cientistas , as pesquisas dos fluxos e transferências de informação, entre outros de menor peso e dimensão (Gasque e Costa, 2010: 23)
As citações retiradas do texto original (paráfrases) devem ser apresentadas da seguinte forma:
Fez aprovar o “maior conjunto de providências destinadas a impulsionar o ensino em Portugal, em todos os seus graus” (Carvalho, 1986: 560)
Sendo de evitar, há no entanto alguns casos em que se pode justifica a citação indirecta. Citar alguém que já foi citado por outro. Como no exemplo:
“todas as noites, à hora determinada pela Direcção, se servirá chá com fatias e biscoitos” (Bernardo, 1992 cit. In Rebelo, 2002: 77).
Como se pode verificar, a citação permite o acesso à fonte, remete para os autores, aumentando a possibilidade de alargamento do conhecimento, interpretação e confronto de opinião. Valoriza quem cita e quem é citado. E, fundamental, credibiliza a produção de conhecimento que se apresenta.
 
António Regedor

 

tags:
publicado por antonio.regedor às 17:05
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Outubro de 2017

A tua citação preferida

22540196_10213512925913132_6323494840365088595_n.j

Esta imagem dá o mote para muitas citações que aparecem não apenas nas redes sociais, mas em muito do que é escrito em vários locais. Blogues, trabalhos escolares, relatórios profissionais, até mesmo trabalhos académicos.  Nem sempre é por mal. É mais  por descuido e até por ignorância. Os mais antigos não foram ensinados a referir a fonte do que citavam. A citação, mesmo no ensino superior, era desvalorizada, porque a fonte era normalmente a sebenta (caderno de apontamentos de determinado professor, que passava de mão em mão, de curso para curso, de ano para ano, sempre igual. Sem citação, mas com autoridade de sebenta).  A descrição do documento já não é apenas coisa de biblioteca e segredo de bibliotecário.  A escola,  hoje, ensina e exige a citação. O livro único deu lugar ao  uso da biblioteca. E a diversidade e pluralidade de fontes de informação dá lugar à pesquisa livre  e realização de trabalhos que necessariamente terão de citar os documentos utilizados.  A citação deverá indicar o autor, a publicação com data e as páginas onde foi publicada, ou a pagina electrónica como  agora é mais comum.  O mais vulgar ver-se é: AUTOR (data: pagina), o que neste caso exige referência bibliográfica no final do documento.  Acerca das referências bibliográfica, falaremos noutra altura dada a sua maior diversidade e complexidade.

 

publicado por antonio.regedor às 12:07
link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Setembro de 2017

Manual APA 2016

logo-mark_tcm7-211064.png

A APA  (American Psychological Association) incorporou no seu manual formas de citar os diferentes e novos processos de comunicação.  (Manual APA 2016)  Há agora por parte desta importante associação americana  de psicologia  orientações para citar sitios Web,  como citar e-books,  citar entrevistas, citar facebook ou twitter ou citar You tube.

publicado por antonio.regedor às 18:45
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds