.posts recentes

. Como vi Istambul

. Da China, escrito em pape...

. A cidade dos vários nomes...

. Incompatibilidade do Islã...

. Normas de Documentação

. Ciber crime

. Peixes com cabeça

. SIDI

. Estádio das Antas

. Carvalhido

.arquivos

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2021

La Boetie: A servidão voluntária

20210109_183951.jpg

 
La Boetie nasceu a 1 de Novembro de 1530. Estudou direito na Universidade de Bordéus. Em 1554 foi admitido na Magistratura, sendo Conselheiro no Supremo Tribunal de Justiça de Bordéus. Na sua vida conheceu Montaigne e é junto dele que morre a 18 de agosto de 1563.
O seu pensamento é de critica radical ao feudalismo e ao poder imposto.
No discurso sobre a servidão voluntária afirma que : É o povo que se escraviza, que se decapita, que, podendo escolher entre ser livre e ser escravo, se decide pela falta de liberdade e prefere o jugo” pag. 22.
Diz numa frase sua: Não vos peço que empurreis o tirano ou o derrubeis, peço-vos tão somente que não o apoieis” pag. 26
É desta forma que enfaticamente endossa a responsabilidade da tirania para a acção do povo. Quele que permite com a sua acção de apoio ou cobardia da escolha se deixa escravizar, oprimir, tiranizar.
La Boetie parte do princípio de que a natureza que naturalmente nos empurra para a socialização, não é por ela que a sociedade destina uma parte soa seus membros à escravidão. Ou seja, considera que não é por ordem natural que a sociedade oprime, subjuga, explora, divide, ou que provoca desigualdade, ou que não é solidária. Entende que a liberdade é natural e que todos nós nascemos livres e com vontade de defender essa liberdade com que nascemos.
“Há três espécies de tiranos. Uns reinam por eleições do povo, outros por força das armas, outros sucedendo aos da sua raça.” pag. 29. Admite que por engano os homens também se podem deixar subjugar. Dá o exemplo de Pisístrates que no século VI a.c. foi por três vezes tirano em Atenas.
Daí que afirme a importância da educação e que são os livros e o pensamento que transmitem aos homens o sentimento da sua dignidade e o ódio à tirania.
Assim, o tirano “só se sente em segurança quando consegue ter como súbditos homens sem valor” p. 42
Recorda a forma como Ciro dominou os Lídios sem ter de usar o exército e sem destruir a cidade. Fundou bordéis, tabernas e jogos públicos. Os jogos, espectáculos, gladiadores, medalhas eram para os povos antigos engodos da servidão. Os povos ludibriados achavam bonitos esses passatempos. Em Roma havia o circo e pão.
Não resisto a constatar como estava tão certo La Boetie. Actualmente, já só nos dão circo e jogos. Falta o pão e rareia a democracia.
 
La Boetie, Étienne de – Discurso sobre a servidão voluntária. Lisboa: antígona, 2020
 
 
publicado por antonio.regedor às 14:11
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
15
16
17
21
22
23
25
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.favorito

. Uma compra  no supermerca...

. Dança

. Elle foi à Pharmacia

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds