.posts recentes

. Golfe desafiante

. Golfe em terreno acidenta...

. Nem sempre o caminho é fá...

. Poesia e Religião

. khimar

. Uma imagem de que se gost...

. Where is Anne Frank

. Anta capital do violino

. Uma compra  no supermerca...

. Escorpião

.arquivos

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021

Escorpião

escorpião-preto.jpg

Há muito que o escorpião preparava o ferrão.

O Orçamento do Estado é uma competência do Parlamento. E é o Governo que o executa.

A recusa de um Orçamento do Estado não obriga a dissolução do Parlamento.  Implica que o governo deverá reformular o Orçamento nas zonas polémicas de modo a garantir a sua aprovação.  Se o tempo necessário entrar pelo novo ano económico, o Orçamento anterior continua aprovado e deverá ser cumprido em duodécimos. Tudo isto está previsto no funcionamento democrático do nosso país.  Não há drama, não há ingovernabilidade, as instituições continuam a funcionar regularmente.

O Presidente da República  é o  garante do  regular funcionamento das instituições. Não havendo qualquer dificuldade no regular das instituições, o Presidente não tem à luz da Constituição da República Portuguesa, a este propósito, qualquer legitimidade de intervenção.

O Presidente da República há muito tempo que andava a preparar o descarte do governo.  Há muito que interferia na governação com a tolerância do governo. Antecipava as comunicações, comentava abundantemente o curso da governação, criava factos, imiscuía-se.

Entendeu ser este o momento para se constituir em obstáculo à aprovação do Orçamento do Estado.  Antecipou-se a criar o cenário. Tinha de ser um Orçamento aprovado pela ex-geringonça. Coagiu as discussões com a dissolução da Assembleia da República caso o Orçamento fosse rejeitado nesta fase. Condicionou a discussão e o seu resultado.

Há muito que o Presidente da república vinha a tecer a teia e minar o terreno para este ataque. A sua agenda pessoal é a substituição do Governo e a criação de um novo ciclo de governação da direita.

E é essa agenda pessoal de interesse que o leva a fazer ingerência nas decisões da assembleia da república, como o leva a intrigar dentro do seu próprio partido, o PSD. Com o PSD em  discussão interna, recebe o opositor ao líder do partido e diz-se que com ele discutiu a estratégia das datas da realização de congresso e marcação de eleições.  Nódoa de promiscuidade do Presidente do País que mistura as eleições nacionais com as eleições de um partido, o seu, que mistura os opositores destro do PSD. Põe na agenda as questões de liderança do PSD misturadas com as questões de Orçamento do Estado.

O militante número um do PSD, que o conhece bem, apelida-o de escorpião.  

Assistimos ao escorpião a ferrar quem o tem  levado ao colo.  

 

publicado por antonio.regedor às 01:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 22 de Outubro de 2021

Poesia pós-covid

onda na bib.jpg

A "Onda Poética" retomou a actividade depois da pademia, mas ainda com máscara. 

Recordei Manuel antónio Pina que há poucos dias se recorda a data do seu falecimento, com o Poema: 

Pensar de pernas para o ar

é uma grande maneira de pensar

com toda a gente a pensar como toda a gente

ninguém pensava nada diferente. 

Que bom é pensar em outras coisas

e olhar para as coisas noutra posição

as coisas sérias que cómicas que são

com o céu para baixo e para cima o chão

 

Li tanbém um poema de Daniela Fernandes que recentemente editou um livro na "Edições 100 Título" .

Foi-se o Verão e com ele os dias longos e as noites estreladas.

A sombra doce à hora das Vésperas e as toalhas de quadrados vermelhos.

Comemos mais uma estação, sem sobressaltos para além do da fome, por dias de férias e noites inteiras.

Sabemo-nos um pouco mais, o quanto não nos sabemos.

Da mansidão na urgência fizemos um trilho, por onde a água da chuva pode agora escoar.

Guardamos o rio e a sensação das pedras quentes, para depois a elas voltar em goles pequeninos, embrulhados no aconchego das mantas, nas noites que roubarão horas às tardes.

Gosto do Outono, do cheiro das folhas calcadas e do definhar lento dos dias.

Gosto de pensar que na lentidão, estenderemos a toalha de quadrados vermelhos e, entre palavras e riso, debicaremos pedacinhos de queijo, pão, uvas e frutos secos, trazendo a estas Vésperas o calor doce do Verão.

Seguiremos, agora mais arredondados, sem o perigo das esquinas nem a possibilidade das tocas.

O Outono são as Vésperas do Ano, talvez por isso goste tanto de o ter em mim.

Talvez por isso o roube desta vez assim.

 

 

Daniela Fernandes  2021

 

publicado por antonio.regedor às 13:41
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021

Torneio em  Paredes

torneio Vencedor.jpg

Mais um torneio de golfe que  correu bem. Concorreu para o êxito no torneio, o treino preparatório. E se isto pode servir de recomendação aos amigos, reafirmo que os torneios devem ser preparados para se conseguir melhor desempenho.  Comigo este é o método  que resulta. Fiz boa saídas, e é uma enorme satisfação ver a bola cair no “green”.   Depois  com mais uma ou duas pancadas para fazer bom resultado no “buraco”.  Também ajuda. Não muito quente e sem vento frio. Pode ter mesmo alguma humidade. O golfe joga-se em grande diversidade de condições de clima. Os jogadores excelentes são antes de tudo, parceiros que partilham a mesma actividade física desportiva.  Na maioria são amigos já de longo tempo.  As imagens são de um  torneio que decorreu no campo de golfe de Paredes. Um campo municipal com um exemplar trabalho de formação de jovens das escolas do Concelho. O campo é pequeno, mas tem características que lhe conferem um interessante rigor técnico e onde o “jogo curto” pode ser muito trabalhado.

tags: ,
publicado por antonio.regedor às 18:48
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Outubro de 2021

XV Regata Cenário. Vela Ligeira.

cenário almejo.jpg

No passado sábado, dia 2 de Outubro, realizou-se mais uma regata da Cenário Associação Náutica da Ria de Ovar. Este ano fiz parte da tripulação do veleiro “almejo”.

O vento de sul tornou esta regata das mais trabalhosas em que participei. Foram necessários   muitos “bordos” para executar a “bolina” a que o vento nos obrigava.  Foi muito  fatigante.  Saímos da marina do Carregal e foi sempre assim em direcção à ponte da Varela.  A chuva acompanhou-nos logo desde a saída, o que dificultou ainda mais as manobras.  Vento desfavorável, chuva farta e persistente. Canal estreito e muito assoreado. Só quando voltamos para Norte, em direcção ao Cais do Puxadouro é que passamos a ter vento de “través”.  Apesar de levarmos um motor, fizemos questão de velejar a todo o tempo. O reconfortante  foi entrar no canal para o cais e depois o habitual convívio de fim de regata que este ano teve a presença do Vereador da Câmara de Ovar e o presidente da Junta de Freguesia de Válega.

António Borges Regedor

publicado por antonio.regedor às 16:54
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
26
27
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. Uma compra  no supermerca...

. Dança

. Elle foi à Pharmacia

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds