.posts recentes

. O “Lector”

. Clubes de Leitura em temp...

. A Arte de Bem Negociar

. Vestuário no Islão. Signi...

. Os Estados desunidos da A...

. Mercearia fina

. Istambul: Memórias de uma...

. As portas da muralha burg...

. Portas da Cerca Velha do ...

. Três muralhas do Porto

.arquivos

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segunda-feira, 26 de Outubro de 2020

Estoril. Um romance de guerra

20201026_184040 (1).jpg

Estoril um romance escrito com um nítido toque jornalístico, a denunciar a profissão do autor. Estoril durante o período da segunda guerra mundial era ponto de passagem das famílias ricas que fugindo à usavam esta plataforma para trânsito com destino aos Estados Unidos da América. O autor narra algumas histórias e personagens com alguma dose de comicidade.

Passam pelo hotel, personagens como Ivan, um espião, ou um pequeno jovem judeu ortodoxo que chega ao hotel sozinho cheio de dinheiro , sem que os pais tenham conseguido passar a fronteira. A recebê-los está o porteiro Manuel. “Desde manhã até à noite abro a porta e a cada um que entra eu desejo as boas-vindas. Isso faz parte do meu serviço e é de altíssima importância…” p.38. Claro que também são atentamente vigiados pela PVDE – Polícia de Vigilância e de Defesa do estado, a polícia política do Estado Novo, o regime fascista português que resultou do golpe de estado de 28 de Maio de 1926 e da constituição corporativa de 1933.

Os hóspedes iam ficando mais ou menos tempo necessário para conseguir os vistos e os bilhetes para os barcos que os afastariam da guerra, e os levariam territórios onde poderiam continuar os seus negócios e vidas.

Uma das citações inseridas no livro: “um dos primeiros truques da arte de bem governar é saber não emitir ordens que é impossível cumprir”. O romance desenvolve-se no Estoril, em ambiente de refugiados ricos da 2º guerra.

Há passagens simultâneamente hilariantes, jocosas, doces e cáusticas. Uma delas é de Paderewski músico e antigo presidente da Polónia (p.51) que ia dar um concerto no Casino do Estoril estando de passagem para a América, mas aproveitando o momento de propaganda. O espaço íntimo do Casino foi abrilhantado com trajes de noite, visons, jóias (p.53). Seria um concerto com peças Frédéric Chopin, entre elas a Sonata Fúnebre com o maestro a tocar à moda antiga e num piano ligeiramente desafinado mas que não impediu de no final o público aplaudir de pé e gritar “Bravo” (p54). A peça terminou (p55) o maestro saiu e ninguém sabia bem o que estava a acontecer. O maestro pensava ter executado todo o programa. Não sabendo como lhe explicar o equívoco, Cardoso, o inspector da PVDE recruta nos empregados do hotel o quinteto que continuou o concerto. No final do concerto o inspector da PVDE chamou os jornalistas e explicou que o maestro era um grande artista e um grande estadista de um país amigo e sobre o que se tinha passado, não seria censura mas devia ficar na opinião pessoal dos senhores jornalistas e não ser noticiado e os fotógrafos deveria retirar as películas das máquinas fotográfica. Assim se resolvia os casos difíceis para o país.

Stankovic nasceu na Sérvia e naturalizou-se português. Passou por Londres e veio viver em Portugal. É escritor e tradutor. Traduziu do servo-croata para português O Nobel Ivo Andreic. Traduziu de português para sérvio Saramago, Cardoso Pires, Fernando Pessoa.

“Estoril” é do ano de 2015 e finalista de vários prémios. É ainda vencedor em 2016 do prémio Branco Copic da Academia Servia de Ares e Ciência.

Tiago-Stankovic, Dejan – Estoril. Um romance de guerra. Silveira: Book Builders. 2017.

 

António Borges Regedor

publicado por antonio.regedor às 20:05
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. Elle foi à Pharmacia

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds