.posts recentes

. O acordeonista e O Tango ...

. Biblioteca, repositório c...

. Uma Enciclopédia no Ind...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2016

O acordeonista e O Tango da Velha Guarda

19e1200703ba149a1a804f4a91eba8a4.jpg

“Um acordeonista estava sentado debaixo da estátua de Calderón de la Barca, a tocar O Tango da Velha Guarda. “

Pérez-Reverte, Arturo – Homens Bons. Alfragide: Asa, 2016  p. 97

Foto: O acordeonista. Quadro de Pablo Picasso 1911. Cubismo. 

publicado por antonio.regedor às 13:35
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Outubro de 2016

Biblioteca, repositório científico

biblioteca-2_dt.jpg

“-Livros? – solicita Vega de Sella, o director.

Don Jerónimo de la Campa, crítico teartral, autor de uma prolixa História del teatro español em vonte e dois volumes, levanta-se  com dificuldade e caminha até à cadeira  do director  para entregar o volume XX, o último publicado.  Com um sorriso de extrema cortesia, o director recebe o livro e passa-o para as mãos do bibliotecário, don Hermógenes Molina: latinista insigne e tradutor notável de Virgílio e Tácio.

- A Academia agradece a don Jerónimo a entrega da sua obra, que passa a fazer parte da biblioteca – diz Vega de Sella.” Pérez-Reverte, Arturo – Homens Bons. Alfragide: Asa, 2016 p. 19

 

António Regedor

publicado por antonio.regedor às 17:39
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

Uma Enciclopédia no Index

5781608-M.jpg

“A verdade é que ali estava naquela manhã, na biblioteca da Real Academia Espanhola – ocupo o cadeirão da letra T há doze anos - , parado diante da obra que compendiava a maior aventura intelectual do século XVIII: o triunfo da razão e do progresso sobre as forçs obscuras do mundo então conhecido. Uma exposição sistemática em 72 000 artigos, 16 500 páginas e 17 milhões de palavras  que continha as ideias mais revolucionárias do seu tempo, que chegou a ser condenada pela Igreja  católica e cujos autores e editores se viram ameaçados com a prisão e a morte. Interroguei-me como é que aquela obra, que durante tanto tempo  estivera no Índiced de livros proibidos, tinha chegado ali. ... Estendi as mãos, peguei num deles e abri-o na folha de rosto: Encyclopédie, ou dictionnaire raisonné rdes sciences, des arts et des métiers, par une societé de gens de lettres. Tome premier. MDCCLI. Avec approbation et privilege du roy.” (p.12)

Pérez-Reverte, Arturo – Homens Bons. Alfragide: Asa, 2016

publicado por antonio.regedor às 12:03
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds