.posts recentes

. Livros censurados

. Três idades de revolta.

. "webgrafia" ? não faz sen...

. Atenas Capital do Livro 2...

. A Tragédia II

. A tragédia

. Citar, ou não

. Almaraz e outras coisas m...

. A propósito do 1º de Deze...

. Rio das Flores

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quarta-feira, 9 de Agosto de 2017

Relógio D`água-editores Lda

images.jpg

 

Habituei-me a ver Francisco Vale como um criterioso editor.  Conheci-o muito antes de ele vir a ser editor. E lia muito. E escrevia muito e muito rápido. Talvez não tão rápido como o pensamento, mas por lá perto.  Quando já editor,  no circulo de amigos dizia-se que Francisco  Vale só editava o que lia, e que considerava bom.  Assim se constróii a confiança no que é editado. O catálogo  da sua editora  é disso testemunha.  200 páginas com a abrir com  a citação  «Penso que o livro é uma das possibilidades de felicidade concedida aos homens.» J. L. Borges, O Livro.

Na Ficção Portuguesa  tem obras de Hélia Correia, Gonçalo M. Tavares, Agustina Bessa-Luís,  na ficção estrangeira, autores como  Vladimir Nabokov, Virginia Woolf,  F. Scott Fitzgerald,  Stefan Zweig,  Boris Vian.   A Poesia  tem por exemplo Fiama Hasse Pais Brandão. Nos clássicos há  Mário de Sá-Carneiro,  Jorge de Sena,  Fernando Pessoa,  Raul Brandão,  Vitorino Nemésio, José Cardoso Pires. Nos estrangeiros encontramos  Oscar Wilde,  Franz Kafka,  Rainer Maria Rilke,  Lev Tolstói,  Fiódor Dostoievski,  Goethe, Hannah Arendt,  Umberto Eco.  Na  Filosofia há  Peter Sloterdijk,  Slavoj Žižek,  Nietzsche,  José Gil,  Sigmund Freud.  Na  Ciência tem Konrad Lorenz,  Charles Darwin,  Oliver Sacks,  Rómulo de Carvalho.  Tem também bibliografia de Medicina, Arquitectura, Desporto, Economia. E não lhe falta o digital.    

http://relogiodagua.pt/

 

António Regedor

publicado por antonio.regedor às 17:20
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.favorito

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds