.posts recentes

. Ensino Superior. Ranking

. ALMARAZ E OUTRAS COISAS M...

. DÍVIDA E SOMBRA

. Cinema e literatura, as i...

. A paisagem pertence a que...

. A tua citação preferida

. Ele, O Livro. Transforma-...

. Folio

. Escritaria

. Financeirização do proces...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quarta-feira, 23 de Novembro de 2016

OS 40 ANOS NA ÓPTICA DE ANTÓNIO CAVACAS.

13692641_1130602480311755_2867053600023604503_n.jp

 

 

Tivemos uma agradável conversa com António Cavacas , da comissão organizadora do cinanima. Falamos sobre os quarenta anos do cinanima, o seu crescimento, o seu passado e futuro.  O Festival era no passado essencialmente expressão da produção do cinema animado que se produzia na Europa. Fora deste espaço havia o Canadá, Japão e Brasil. Hoje é um festival de representação mais global. Recebe inscrições de setenta e dois países.  Ver o festival crescer é uma enorme satisfação. É a expressão do  reconhecimento nacional e internacional.  Mas é também angustiante. A solicitação para a exibição, passou largamente a capacidade de projectar. Neste ano foram feitas 1331 solicitações. Não é possível exibir mais, por não haver possibilidade material de tempo. Fica-se com pena de não poder contemplar a exibição de tantos filmes de tão boa qualidade. E este facto coloca problemas ao nível da selecção.  

Mas se o crescimento é excepcional nos filmes, realizadores e países de origem, é necessário  conquistar mais públicos, e até publico de outra natureza que não apenas os especialistas em cinema de animação.  

Uma das vertentes é o do surgir com cada vez mais presença o cinema português de escola. É muito importante dar relevo ao cinema de fim de curso. E neste segmento já se sente a produção nacional. 

O crescimento sente-se em todos os segmentos. A resposta ao crescimento poderia passar por criar novos espaços competitivos, como pode ser o de criar uma  nova secção para filmes de  fim de curso. Seria vantajoso para estes realizadores porque lhes daria maior visibilidade pessoal  e  também maior divulgação dos seus trabalhos. Estes filmes passariam a ter um espaço próprio e de qualidade. Seria uma  de uma enorme importância para os estudantes.  

Seria um caminho a trilhar, a exemplo do presente ano em que se verificou ter sido muito positivo a competição de uma nova categoria. Tratou-se da secção  de documentário de animação. Foi do agrado e teve muito boa aceitação por parte  do público em geral, e também dos especialistas.  

 

António Regedor

publicado por antonio.regedor às 11:14
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds