.posts recentes

. Ensino Superior. Ranking

. ALMARAZ E OUTRAS COISAS M...

. DÍVIDA E SOMBRA

. Cinema e literatura, as i...

. A paisagem pertence a que...

. A tua citação preferida

. Ele, O Livro. Transforma-...

. Folio

. Escritaria

. Financeirização do proces...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quarta-feira, 21 de Março de 2012

Quando vier a Primavera - Alberto Caeiro

Quando vier a Primavera

 

Quando vier a Primavera,

Se eu já estiver morto,

As flores florirão da mesma maneira

E as árvores não serão menos verdes que na Primavera
passada.

A realidade não precisa de mim.

 

Sinto uma alegria enorme

Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma.

 

Se soubesse que amanhã morria

E a Primavera era depois de amanhã,

Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.

Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu
tempo?

Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;

E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.

Por isso, se morrer agora, morro contente,

Porque tudo é real e tudo está certo.

 

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.

Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.

Não tenho preferências para quando já não puder ter
preferências.

O que for, quando for, é que será o que é.

 

                                                            
Alberto Caeiro

publicado por antonio.regedor às 15:43
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Março de 2012

Encyclopedia Britannica deixa de ser editada em papel

É dado mais um passo na migração de suporte de uma boa parte
da informação de referência.

Gradualmente as monografias e as séries têm vindo a migrar
para o digital. No início mais lentamente, mas à medida que as novas
ferramentas de leitura se vão vulgarizando, a opção por leitura digital vai
incrementando. Há também a nova postura perante o papel por parte dos nativos
digitais. Estes irão ser determinantes no que acontecerá ao  “livro”. Será mais um capítulo. Afinal já
escrevemos em pedra, em metal, em argila, em madeira, em pano, em papiro, em
pele, em papel, em plástico. Também escrevemos na areia, na casca das árvores,
porque não no “ápeiron”?

 

"Encyclopedia Britannica deixa de ser editada em papel

A
Encyclopedia Britannica vai acabar com a edição em papel e concentrar-se na
Internet e na edição escolar, anunciou o presidente da empresa editora da mais
antiga enciclopédia em língua inglesa, Jorge Cauz.

Segundo
Jorge Cauz, a decisão, apesar de deixar alguns leitores "tristes e
nostálgicos", corresponde a um melhor uso das ferramentas disponíveis,
como o portal da Internet, "atualizado continuamente e com multimédia", explicou em
entrevista ao jornal "The New York Times",

Nenhuma
data foi, no entanto, avançada para tal medida.

Segundo
o diário, a mais recente edição impressa da Encyclopedia Britannica, com sede
em Chicago, nos EUA, data de 2010, sendo formada por 32 volumes, que pesam 58,5
quilos e incluem novos artigos sobre o aquecimento global e o projeto sobre o
genoma humano.

A
Encyclopedia Britannica, cuja primeira edição remonta a finais do século XVIII,
na Escócia, Reino Unido, é a mais antiga enciclopédia publicada em língua
inglesa.

Apenas
uma seleção de artigos tem acesso gratuito na Internet."

Jornal de Notícias [online] 14 Março 2012

 

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx?content_id=2359909

publicado por antonio.regedor às 14:59
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 11 de Março de 2012

ACERVOS PATRIMONIAIS

publicado por antonio.regedor às 18:36
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 10 de Março de 2012

ENCONTRO: Acervos patrimoniais: novas perspetivas e abordagens

 

TEMA DO ENCONTRO: Acervos patrimoniais: novas perspetivas e abordagens

DATA: 16 de Março de
2012

LOCAL: Mértola,
Auditório do Parque Natural do Vale do Guadiana

ORGANIZAÇÃO: Campo Arqueológico de Mértola (CAM)

COMISSÃO CIENTÍFICA: Cláudio
Torres, Armanda Salgado, Filipa Medeiros, Paula Rosa, Bruno

Almeida
(Equipa da biblioteca do CAM)

COLABORAÇÃO CIENTÍFICA:

- Instituto
de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade
Nova

de Lisboa
(IEM-FCSH/UNL)

- Mestrado
em Ciências da Informação e Documentação da FCSH-UNL

OBJETIVOS:

1. Fomentar
a discussão e reflexão de problemáticas em torno dos acervos patrimoniais;

2. Promover
o contacto entre acervos patrimoniais;

3.
Impulsionar a investigação no domínio das Ciências da Informação e da
Documentação em

Portugal.

PROGRAMA:

9H00 –
Receção dos participantes

9H30 –
Sessão de abertura:

- Cláudio
Torres, Armanda Salgado, Filipa Medeiros (Diretor do Campo Arqueológico de
Mértola e

Coordenação
da Biblioteca CAM)

- Amélia
Aguiar Andrade (Diretora do Instituto de Estudos Medievais da FCSH-UNL)

- Silvana
Roque de Oliveira (Representante do Mestrado em Ciências da Informação e

Documentação
da FCSH-UNL)

10H00 -
Bernardo Vasconcelos e Sousa (FCSH-UNL)

Do silêncio dos arquivos à defesa e valorização do
património arquivístico

10H30 -
Judite de Freitas (Universidade Fernando Pessoa)

De visita à Biblioteca Particular do Professor José
Mattoso: o que não sabemos e o

que devemos saber

11H00 –
Debate

Pausa para café

11H30 - Biblioteca José Mattoso: organização e divulgação de
uma biblioteca patrimonial

- João
Oliveira

Estratégias e opções de fundo no tratamento documental
(Bibliotecas Municipais de Lisboa -

Hemeroteca
Municipal. Serviço de Digitalização e Imagem)

- Paula
Rosa, Bruno Almeida (Campo Arqueológico de Mértola - Biblioteca José Mattoso)

Etapas do tratamento documental e estratégias de
divulgação e promoção

12H30 – Debate

13H-14H30 -
Almoço

14H30 –
Fernanda Campos (Biblioteca Nacional de Portugal)

Espólios das extintas livrarias religiosas nas
coleções da biblioteca nacional de Portugal: um

(re)encontro

15H00 –
Francisco Vaz (Universidade de Évora)

A Ideia de Biblioteca na Obra de D. Frei Manuel do
Cenáculo

15H30 –
Margarida Sobral Neto (Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra /
Coordenação do

Centro de
Estudos de História Local e Regional Salvador Dias Arnaut, Penela)

O Centro de Estudos de História Local e Regional
(CEHLR) Salvador Dias Arnaut:

caracterização, objectivos e missão

16H00 –
Eunice Silva Pinto, Jorge Resende, Paulo Leitão (Biblioteca de Arte da Fundação
Calouste

Gulbenkian)

Da criação à utilização: espólios patrimoniais em
bibliotecas especializadas

16H30 - Debate

17H0 – Sessão de encerramento
por José Mattoso

publicado por antonio.regedor às 09:46
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. Tanto tempo e tão pouco ...

. Rebooting Public Librarie...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds